Matar personagens dá oportunidade a novos atores, diz George R. R. Martin de "Game of Thrones".

O painel de lançamento da quarta temporada de "Game of Thrones" nesta sexta-feira (19), na San Diego Comic-Con, começou com um "In Memorian" a todos os personagens decapitados, esfaqueados, que tiveram a cabeça estourada ou foram mortos nos últimos episódios da série de TV. Em vez de repulsa com tanto derramamento de sangue, o vídeo finalizou com um "fofo" "Oooohn" vindo da plateia.

As mortes foram tema da primeira parte do painel, como parte da repercussão da terceira temporada, encerrada no mês passado. "Eu tenho muitos personagens. Então matar alguns traz a oportunidade de criar novos e dar emprego a novos atores", introduz  George R.R. Martin, autor da série de livros que deu origem ao seriado da HBO.


Os atores relembram também alguns momentos da última tempoarada. A atriz Emilia Clarke, que interpreta Daenerys Targaryen na série, diz que foi incrível o último ano, mas que o penúltimo episódio, "Red Wedding", foi especialmente tenso para os atores. "Quatro anos atrás pensamos que se conseguíssemos fazer essa cena, morreríamos felizes", diz o roteirista D.B. Weiss. "Algumas das cenas mais brutais foram as mais divertidas de filmar", opina o ator Kit Harington.

"Foi um dia brutal, sempre soubemos que eles iam morrer", diz Weiss. Abracei Michele (Catelyn Stark) e a equipe estava chorando. Foi como um teste para Michelle e Richard Madden, essas mortes na ficção os fizeram cair em lágrimas. E eles sabiam que ia acontecer".

Peter Dinklage, intérprete do anão Tyrion Lannister, reforça o coro dos atores que dizem que ter o livro como inspiração não torna o roteiro previsível e, sim, funciona como um complemento de referências para as atuações. Ele ainda comenta que "nem quero saber o que está por vir". "Fico longe da leitura o quanto posso para evitar saber do futuro."

"Descobrir o que acontece com os personagens nos livros não significa que o mesmo vá acontecer nos roteiros", complementa Martin, confirmando que alguns dos atores o procuram no set para  saber o que se passa nos livros. Até o momento, a saga chamada de "As Crônicas de Gelo e Fogo" - que serve de inspiração para a série "Game of Thrones" - já tem cinco livros publicados. Martin já afirmou que deve escrever ao menos mais dois volumes da saga no futuro.

Nesta semana, a série "Game of Thrones" foi indicada a 16 Emmys, o Oscar da televisão americana.

VIA
Compartilhe no Google+

Postagem de Unknown

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial